Você já leu os jornais? Assistiu às notícias da TV? Ouviu as últimas na rádio? Surfou pela internet? Se já cumpriu esse ritual, talvez esteja sabendo tudo. Tudo do mesmo. Esse é um dos novos hits da modernidade: o mimetismo midiático.

Fenômeno ainda pouco discutido, é marcado pelas facilidades tecnológicas, pela corrida contra o tempo e pela audiência, pela sobrevivência às rotinas produtivas, pelo jornalista de gabinete e, muitas vezes, pela falta de ética. Não se sabe, ainda, sobre as suas conseqüências.

As palavras são da professora Luciene Tófoli no artigo “Ética, mimetismo midiático e novas formas de fazer jornalismo”, escrito com exclusividade para o objETHOS. Para mais textos, acesse a seção Artigos.

Advertisements