Não há dúvida de que a vocação é o marcador do velho jornalismo e a desnecessidade de vocação é o demarcador principal entre o velho e o atual jornalismo. (…) O jornalismo é hoje uma profissão de passagem, da qual a maioria procura fugir logo que consegue emprego mais bem remunerado , menos estafante e menos controlado.
Bernardo Kucinski

O jornal americano médio, especialmente o chamado de primeira linha, tem a inteligência de um pastor batista, a coragem de um camundongo, a retidão de um papalvo, a informação de um porteiro de ginásio, o bom gosto de um criador de flores artificiais e a honra de um advogado de porta de cadeia.
H. L. Mencken

Advertisements