“Análise e interpretação são uma das faces do ato de informar, sujeitas inclusive a maior rigor ético porque envolvem a subjetividade do jornalista em sua avaliação e na seleção dos aspectos a destacar”
Tereza Cruvinel, jornalista

“O pior de tudo é que o princípio estabelecido de que a televisão sempre tem que ‘mostrar’, converte em imperativo o fato de ter sempre imagens de tudo o que se fala, o que se traduz em uma inflação de imagens vulgares, ou seja, de acontecimentos tão insignificantes como ridiculamente exagerados”.
Giovanni Sartori, pesquisador italiano

Advertisements