O jornalista investigativo Cláudio Tognolli trabalhou em grandes veículos do país, como Veja, Folha de S. Paulo e Jornal da Tarde. Além do tempo em redação, seus prêmios Jabuti, Esso, Folha de Jornalismo e de direitos humanos dos EUA são fruto de seu método de investigação diferenciado e próprio, muitas vezes arriscado. Tognolli também é diretor da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e membro do International Consortium of Investigative Journalism. Ouça seus comentários sobre infiltração e ética, depoimento dado durante o 1º Seminário Brasil-Argentina de Pesquisa e Investigação em Jornalismo (Bapijor):