Natalia Viana é jornalista investigativa independente e a mulher à frente do Wikileaks no país, responsável por coordenar a publicação dos documentos referentes ao Brasil. Natalia estava em Florianópolis até o último fim de semana para acompanhar a programação da Semana do Jornalismo da UFSC e palestrar sobre a Agência Pública de Jornalismo Investigativo. Natalia Viana é apaixonada pelo jornalismo como defensor do direito à informação. Para o objETHOS, ela fala sobre os seus projetos, a Pública e a ética do jornalismo em cada reportagem: