Paradas obrigatórias para quem pensa e se interessa por jornalismo e ética:

  • Brasil cai cinco posições e agora é o 104º país no Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa. Violência contra jornalistas e concentração dos meios de comunicação são alguns dos fatores responsáveis pela queda, segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras: bit.ly/1SoDGc9.
  • Charles Lewis, fundador da organização responsável pelo mega vazamento dos Panama Papers, assina um artigo no The Guardian sobre “o futuro do jornalismo em três palavras: colaboração, colaboração e colaboração”. Leia mais: bit.ly/1TtjbNO.
  • La Gaboteca disponibiliza o acervo do jornalista e escritor colombiano Gabriel García Márquez, falecido em abril de 2014: bit.ly/231Ccto.
  • As fronteiras entre jornalismo e ativismo foram tema de discussão de um painel no Simpósio Internacional de Jornalismo Online, na Universidade do Texas, em Austin. Confira os detalhes no blog do Knight Center: bit.ly/1qN9y2R
  • “Audiências não são idiotas”, escrevem Andrew Haeg e Jennifer Brandel. O artigo assinado pelos jornalistas trata de engajamento e participação do público: bit.ly/1QxqQpF.
  • Como trabalhar com direitos autorais em fotos e vídeos enviados por leitores? O assunto foi discutido durante o International Journalism Festival:bit.ly/22ukcr5.
  • A jornalista Elliot Cass debate os cuidados éticos que organizações de direito às crianças devem ter no uso de imagens. Leia mais na Ethical Journalism Network: bit.ly/1VOE6Pn.