Paradas obrigatórias para quem pensa e se interessa por jornalismo e ética:

  • Já está disponível para download gratuito o livro “Periodismos Argentinos”, organizado por Adriana Amado a partir de capítulos de outros pesquisadores, inclusive o brasileiro Rogério Christofoletti, do objETHOS: bit.ly/1TvggSf.
  • Edward Snowden assina o prefácio de The Assassination Complex, escrito por Jeremy Scahill em conjunto com a redação do The Intercept. O livro trata da investigação The Drones Papers, que veio à tona em outubro de 2015 e revelou o funcionamento interno dos drones no governo Obama. No prefácio, Snowden defende que as denúncias de documentos não são mais do que um mero vazamento de dados, mas um ato político: bit.ly/1Z6EqX8.
  • Por outro lado, o pesquisador John Mills enxerga um futuro promissor no uso de drones para a apuração jornalística. Leia as potencialidades observadas pelo professor: bit.ly/1rQHr3P.
  • Na terça-feira, 3 de maio, celebrou-se o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. Rachel Pulfer, diretora do Journalists for Human Rights, escreve sobre o tema e afirma: o medo não pode guiar o trabalho de jornalistas. Acesse o texto: bit.ly/1SSSSyd.
  • Quais dificuldades o jornalismo enfrenta ao cobrir a crise de refugiados no mundo? O professor de sociologia na Universidade de Bolonha Pierluigi Musarò reflete sobre o assunto: bit.ly/1ZkIeEl.
  • Aproveite e faça o download de Moving Stories, uma revisão internacional sobre a cobertura da mídia a respeito da migração. Lançado em dezembro de 2015, o livro foi editado pelo jornalista Aidan White e cobriu 15 países, incluindo Brasil: bit.ly/1VMNcIE.
  • Alexandre Elmi escreve sobre a questão ética na polêmica reportagem de Gay Talese publicada em abril na The New Yorker: bit.ly/1WMGCEi
  • Violência de gênero contra jornalistas mulheres é o tema deste ano da publicação Attacks on the Press, preparada pelo Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). Leia mais sobre a edição: bit.ly/1XY1fMq. Acesse também o site do CPJ: bit.ly/1ZkCDhq.