201612291659-capa_webA Rede Nacional de Observatórios de Imprensa (Renoi) acaba de publicar “Crítica do Jornalismo no Brasil”, organizado por Josenildo Guerra, Danilo Rothberg e Gerson Martins.

O livro reúne treze textos assinados por pesquisadores de todo o Brasil, sistematizados em quatro seções: Qualidade, Acesso à Informação, Produção e Interação, e Formação.

A obra é editada pela Labcom.IFP, ligada à Universidade de Beira Interior, de Covilhã. É a segunda vez que a Renoi publica uma obra por essa prestigiosa edita. Em 2010, saiu “Vitrine e Vidraça: Crítica de Mídia e Qualidade no Jornalismo”.

Dois pesquisadores do objETHOS assinam um capítulo de “Crítica do Jornalismo no Brasil”. Lívia Vieira e Rogério Christofoletti apresentam uma proposta de política de correção de erros no jornalismo online brasileiro. O texto é derivado da dissertação de mestrado de Lívia junto ao Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR), da UFSC.

A Renoi existe desde 2005 e reúne pesquisadores experientes e em formação, concentrados em assuntos como crítica de mídia, ombudsman e ouvidorias, acesso à informação, desenvolvimento, inovação e ética jornalística, entre outros temas.

“Crítica do Jornalismo no Brasil” tem 292 páginas, e pode ser baixado gratuitamente aqui.

Confira o sumário do livro:

Apresentação

1. Qualidade
Por uma política de correção de erros no jornalismo on-line brasileiro – Lívia de Souza Vieira e Rogério Christofoletti
“Conteúdo Premium”, monetização e qualidade no jornalismo: O caso do The New York Times – Lilian Cristina Monteiro França
Índice de Pluralidade Jornalística (IPJ): testando uma metodologia para avaliação de qualidade editorial – Josenildo Luiz Guerra e  Alanna Molina Vieira Lins
Índice de Relevância Jornalística (IRJ): metodologia para avaliação de qualidade editorial do requisito relevância – Josenildo Luiz Guerra  e Nara Barreto
Avaliação de qualidade no telejornalismo: Princípios editoriais e a cobertura do Jornal Nacional sobre os preparativos para a Copa do Mundo e a Copa das Confederações – Bruno da Silva Tavares
2. Acesso à Informação
Arcana imperii e accountability: jornalismo, segredo e transparência – Victor Gentilli e Luma Poletti Dutra
A qualidade da comunicação do Poder Judiciário como objeto de pesquisa – Kátia Viviane da Silva Vanzini e Danilo Rothberg
Direito à informação em pauta: jornais impressos e lei de acesso – Luma Poletti Dutra e Fernando Oliveira Paulino
Busca da transparência no jornalismo regional – Marcos Santuario, Paula Casari Cundari e Mônica Neis Fetzner
3. Produção e Interação
A qualidade dos novos jornais de interior catarinenses – caminhos e desvios na prática do Jornalismo Impresso – Laura Seligman e Naiza Comel
Comentários dos leitores no Jornal da Manhã: lógicas de apropriações dos contrafluxos – Luciane Justus dos Santos e Marcelo Engel Bronosky
4. Formação
Perspectivas de ensino para Ética na comunicação – Luiz Martins da Silva e Fernando Oliveira Paulino
O Jornalismo cultural entre os limites do mercado e os desafios da formação profissional na Universidade – Sérgio Luiz Gadini
Advertisements