Paradas obrigatórias para quem pensa e se interessa por ética e jornalismo:

– Indivíduos que promovam agressões online contra jornalistas serão identificados e intimados a depor em delegacias. A ação do Ministério Público do Estado de São Paulo busca reforçar a segurança dos profissionais e protegê-los de ameaças: bit.ly/2z251yY

– Uma pesquisa sobre assédio e discriminação contra jornalistas LGBT está sendo realizada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP). Para responder o questionário, acesse: bit.ly/2xUGBtk

– Informações sobre homossexuais estão proibidas em veículos do Egito após uma ordem emitida pelo Conselho Supremo para a Regulação dos Meios, órgão que regula a imprensa do país. Makram Mohamed, presidente do Conselho, declarou em nota que a homossexualidade “é uma doença vergonhosa”, e que não é papel da mídia “validá-la”, mas combatê-la: bit.ly/2y35pPE

– Coberturas midiáticas precisam evitar explicações simples para as motivações de quem comete suicídio ou tiroteios em massa. A reflexão de Al Tompkins, do Instituto Poynter, é feita após um ataque em Las Vegas que deixou 59 mortos e mais de 500 feridos: bit.ly/2yLwwvw

– Dan Horn, repórter do jornal norte-americano The Cincinnati Enquirer, detalha os dilemas éticos que enfrentou durante a apuração de uma matéria sobre usuários de heroína. O equilíbrio entre o retrato da realidade e a privacidade das fontes, além da menção que a reportagem faz a menores de idade são alguns dos tópicos discutidos: bit.ly/2xl8NkM

– O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) lançou um guia sobre o uso responsável da internet, voltado a pessoas com 60 anos ou mais. O material didático aborda temas como exposição excessiva, discriminação nas redes sociais e privacidade: bit.ly/2gfbFdk

– Está aberta a plataforma para consulta pública do Comitê Gestor da Internet (CGI). Pessoas ou instituições podem contribuir sugerindo estratégias e diretrizes para aperfeiçoar o modelo de governança da internet no Brasil: bit.ly/2fUwcHe

– A conferência Ética Jornalística Para o Século XXI – Novos Desafios, Velhos Problemas acontece no próximo dia 12 de outubro, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (Portugal). O evento reúne acadêmicos, jornalistas e representantes das entidades profissionais de regulação do país. Stephen Ward, pesquisador norte-americano da University of Wisconsin-Madison, fará a palestra de abertura: bit.ly/2y32aHI

– Ética e deontologia da comunicação também são temas de um dos paineis do 9º Congreso Internacional Latina de Comunicación Social, que acontece nos dias 4, 5 e 7 de dezembro na Universidad de La Laguna (Espanha). Propostas podem ser enviadas até o dia 10 de novembro: bit.ly/2fNC2X1

– Chamada de trabalhos até dia 15 de outubro para o 4º Congresso Internacional Comunicação, Jornalismo e Espaço Público: Media, Corrupção e Criminalidade Organizada, na Universidade de Coimbra, em Portugal. Os eixos temáticos incluem a atuação do jornalista como agente de corrupção, novos atores e conceitos da ética jornalística e a relação entre os profissionais da redação e investigadores: www.mcco2017.cf

Advertisements