A tese “Reflexos da precarização do trabalho dos jornalistas sobre a qualidade da informação: proposta de um modelo de análise”, de Janara Nicoletti, venceu como a melhor pesquisa de doutorado em jornalismo do país. A distinção foi dada pelo Prêmio Adelmo Genro Filho, concedido pela SBPJOR, a principal sociedade científica da área no país.

Janara foi orientada pelo professor Jacques Mick no Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC, e defendeu sua tese em dezembro do ano passado. Pesquisadora do objETHOS, Janara mora atualmente em Berlim, de onde também se mantém vinculada ao grupo de pesquisa.

Além dela, outros pesquisadores do PPGJOR foram reconhecidos na 15ª edição do PAGF: Luisa Tavares, também orientada por Jacques Mick, recebeu menção honrosa na categoria Mestrado; Daiane Bertasso orientou o melhor trabalho de iniciação científica, de Amanda Regina Rosa; e as professoras Cárlida Emerim, Rita Paulino e Valci Zuculoto levaram menção honrosa por seu projeto de pesquisa aplicada.

Os resultados do PAGF 2020 foram anunciados na noite de hoje, 13. Neste ano, houve novo recorde de participação. Foram avaliados 142 trabalhos de todas as regiões brasileiras, 71% a mais que em 2019. Vencedores e destacados participarão da sessão especial durante o 18º Encontro da SBPJOR, que acontecerá de 3 a 6 de novembro, pela internet.

Publicidade