A mestranda do PPGJor/UFSC e pesquisadora do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) Denise Becker defende na próxima sexta, 17, a dissertação “Transparência como valor e prática: contribuições do Projeto Credibilidade para o jornalismo brasileiro”. A banca acontece a partir das 14 horas, por sistema remoto, e pode ser acompanhada neste link. Participam como avaliadores do trabalho a professora Lívia de Souza Vieira (UFBA) e o professor Samuel Pantoja Lima (UFSC). A sessão será presidida pelo orientador, professor Rogério Christofoletti.

Na dissertação, Denise Becker examina as contribuições do Projeto Credibilidade para a promoção e implementação da transparência em três redações: Folha de S. Paulo, Poder 360 e O Povo. A iniciativa brasileira é o único capítulo internacional The Trust Project – um projeto global que visa a desenvolver padrões de transparência para tornar a imprensa mais confiável. Para isso, foi criado um Sistema de Indicadores de Credibilidade. Por meio de análise documental, pesquisa bibliográfica, estudo de casos múltiplos e entrevistas em profundidade com os colíderes do The Trust Project no Brasil bem como jornalistas com cargo de chefia e repórteres das três redações, a mestranda examina a recomendação do protocolo de transparência, a metodologia e motivações do Projeto Credibilidade bem como se dá a implementação e absorção nas redações.

A concepção da transparência aplicada à lida jornalística traz elementos para dar visibilidade ao jornalismo, torná-lo mais colaborativo e inclusivo. Neste sentido, é necessário tornar público o que sempre foi privado – o modo de fazer jornalismo, reforçar abertamente a relação do jornalista com suas audiências e, assim, descortinar as redações com o propósito de tornar as notícias mais conhecidas e valorizadas aos olhos dos públicos.

A mestranda organizou os resultados da pesquisa em três eixos de análise: a) transparência recomendada; b) transparência observada e c) transparência desejada. A análise da implementação da transparência com as recomendações do Projeto Credibilidade mostrou uma transparência gerenciada pelas regras e princípios editoriais das organizações noticiosas, condição que dá pouca autonomia para os jornalistas implementarem todos os recursos disponíveis para a visibilidade do seu trabalho. Conclui-se que a transparência implementada pelos veículos é um fenômeno amplo, abrange valores, cultura, hábito e técnica jornalística, um processo ainda em fase de adaptação.

Publicidade