O objETHOS ampliou seu time de pesquisadores neste semestre. Um mestrando e duas doutorandas, que ingressaram recentemente no Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (PPGJOR/UFSC), passam a integrar a equipe que já conta com mais de 30 mestres, doutores, pós-doutores, doutorandos e mestrandos.

Marco Brito é jornalista e tem especialização em mídias digitais pelo Istituto Europeo di Design. Por 12 anos, esteve no UOL em São Paulo, atuando como editor e repórter, participando da edição da home page do portal e liderando equipes de jornalismo investigativo e do colunismo de bastidores do poder. Atualmente, participa do projeto Um Só Planeta, na Editora Globo, entre outras iniciativas. O tema de sua pesquisa no mestrado é a educação midiática.

Aline Rios é jornalista e mestre em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Pela mesma instituição, fez uma especialização em Mídia, Política e Atores  Sociais. Na dissertação de mestrado, estudou padrões e características relacionadas à violência contra jornalistas no Brasil. Ela segue pesquisando o tema agora no doutorado, aprovando aspectos da cultura profissional. Ela é orientada pelo professor Samuel Pantoja Lima, que acompanha também Marco Brito.

Denise Becker não é uma novata no objETHOS. Ela participou do grupo no período 2019-2021, quando fez seu mestrado no PPGJOR, e se afastou por pouco tempo para elaborar seu projeto de doutorado. Sua dissertação – “Transparência como valor e prática: contribuições do Projeto Credibilidade para o jornalismo brasileiro” – acaba de vencer o Prêmio Adelmo Genro de Pesquisa em Jornalismo, sendo apontada como a melhor do país na área. Jornalista pela Universidade Positivo, Denise tem experiência profissional em assessoria de imprensa na área educacional, e passou pelas redações da Gazeta do Povo como trainee e no JB Litoral, como repórter freelancer. Agora, como doutoranda, intensifica seus estudos sobre transparência no jornalismo, sendo mais uma vez orientada pelo professor Rogério Christofoletti.

Publicidade