O Americano Tranquilo

Por Daiane Schmidt
Jornalista formada pela Universidade Federal de Santa Catarina

O jornalista inglês Thomas Fowler (representado pelo ator Michael Caine) mora há dois anos no Vietnã, cobrindo a guerra entre os comunistas e os capitalistas, e vivendo com sua amante, a vietnamita Phuong (Do Hai Yen). O filme “O Americano Tranqüilo”, do diretor Philip Noyce, remonta o ano de 1952, no período da Guerra Fria.

Na trama, a cobertura da guerra pelo correspondente do London Times segue sem grandes reportagens e a vida no país está razoavalmente estável para o jornalista. No entanto, Fowler vê seu dia-a-dia transformado com uma série de acontecimentos: a chegada de Alden Pyle (Brendan Fraser) ao Vietnã, o pedido do jornal London Times para que retorne à redação em Londres e o aumento das proporções da guerra na região de Saigon, no Vietnã.

O filme é baseado no livro de Graham Greene e já teve uma outra adaptação, em 1958, com o nome de “Um americano Tranqüilo”, do diretor Joseph L. Manckiewicz. A história é narrada em primeira pessoa, pelo jornalista Thomas Fowler, de forma não linear. Inicia com a morte de Alden Pyle, o americano tranqüilo que dá nome ao filme e, num flash back, segue com a explicação do motivo do assassinato.

Pyle chega ao país afirmando ser um agente do governo dos Estados Unidos em missão médica. Logo faz amizade com o jornalista e acaba conhecendo Phuong, amante de Fowler. O americano apaixona-se pela jovem na primeira vez que a vê e deseja se casar com ela, já que o correspondente tem uma esposa em Londres que não aceita dar-lhe o divórcio.

A relação entre o médico e o jornalista vai ficando cada vez mais intensa. Pyle, de início, parece uma pessoa ingênua, mas aos poucos, mostra que não é quem aparenta ser. Thomas teme mais perder a bela vietnamita para o americano a cobrir a guerra no campo de batalha. Para sua tristeza, seu medo acaba confirmado e Phoung abandona o velho jornalista para ficar com Pyle.

Enquanto isso, a guerra se intensifica no Vietnã e o jornalista pede ao London Times para ficar mais tempo no país. Em um atentado, os comunistas são considerados culpados pela explosão de carros-bomba no centro da cidade de Saigon. O jornalista, no entanto, não se convence da autoria do atentado e descobre que a explosão foi organizada por Pyle, responsável por uma operação sigilosa da CIA.

Em segundo plano, o filme retrata algumas das dificuldades da cobertura em uma guerra. Um exemplo é quando o jornalista quer entrevistar o General Thé e por não entender a língua do país, passa pelos seguranças da autoridade sem saber exatamente se conseguirá a entrevista ou se será morto. Outra detalhe é que Fowler é conhecido como um dos únicos jornalistas da guerra a cobrir o acontecimento no campo de batalha. Por isso a indignação de Fowler quando seu jornal pede para que retorne à Londres: “Eles acham mais barato cobrir a guerra por telégrafo”, comenta.

No filme, chama a atenção a fotografia, como por exemplo a cena inicial, onde aparece uma noite iluminada em Saigon. As cenas de dentro da casa das 500 mulheres e do comércio nas ruas do Vietnã também encantam pelas cores. “O Americano Tranqüilo” recebeu uma indicação ao Oscar, na categoria de Melhor Ator, com Michael Caine, que realmente está muito bem no filme. Mesmo com a indicação, o filme não agradou o público e teve apenas US$ 1,3 milhão de faturamento.

“O Americano Tranqüilo” consegue ser um filme histórico, de guerra e romântico. Não é brilhante. Chega a ser previsível em alguns momentos, mas apresenta um retrato do conflito pela libertação de Saigon do domínio francês.


FICHA TÉCNICA

The Quiet American

2002, EUA, 118 minutos

Direção: Philip Noyce

Roteiro: Christopher Hampton e Robert Schenkkan, baseado em livro de Graham Greene

Produção: Staffan Ahrenberg e William Horberg

Música: Craig Armstrong

Fotografia: Christopher Doyle, Huu Tuan Nguyen e Dat Quang

Direção de Arte: Ian Gracie e Jeffrey Thorp

Figurino: Norma Moriceau

Edição: John Scott

Efeitos Especiais: Animal Logic

Principais Atores:
Brendan Fraser (Alden Pyle, o americano tranquilo)
Michael Caine (Thomas Fowler, o jornalista)
Do Thi Hai Yen (Phuong, vietnamita)

Advertisements