Na última quarta-feira (4/07), a equipe do objETHOS realizou o quarto e último encontro do semestre do projeto de extensão “Educação para a Crítica de Mídia” com estudantes do ensino médio das escola Aderbal Ramos da Silva (no Estreito) e Dayse Werner Salles (em Coqueiros). As atividades foram coordenadas pelo professor Samuel Lima e contaram ainda com a participação do jornalista e escritor Salvador Neto, do pesquisador Ricardo Torres, (doutorando do POSJOR/UFSC) e das estudantes de jornalismo Isabela Petrini e Sofia Mayer.

O tema central das rodas de conversa foi o erro da informação jornalística. Os encontros buscaram clarear as possíveis consequências de abordagens jornalísticas imprecisas e equivocadas. O jornalista Salvador Neto destacou as responsabilidades ligadas ao jornalismo e expôs um caso concreto, que abordou em profundidade no seu livro “Na Teia da Mídia”. Trata-se de um erro de informação, cuja origem foi um agente público (delegado de polícia, em Joinville) e a ação irresponsável da mídia local que provocou danos irreparáveis ao jovem operário Aluísio Plocharski e sua família – acusado erroneamente de estupro e violência contra mulheres (O caso do “maníaco da bicicleta”), em outubro de 2000. O verdadeiro criminoso seria preso dois anos depois, mas Aluísio carregou o estigma de estuprador até morrer, em maio deste ano.

Na sequência os estudantes tiveram a oportunidade de discutir temáticas específicas, tiraram dúvidas sobre os casos apresentados e debateram seus desdobramentos. Os participantes também responderam a um questionário de avaliação sobre os quatro encontros realizados nessa etapa do projeto. Todas as atividades desenvolvidas contaram com a colaboração de alunos, professores e dirigentes das escolas.

As avaliações e as ações pedagógicas empregadas nos encontros servirão de base para a continuidade do projeto que se estende até 2019, em sua primeira etapa. O planejamento é que este projeto seja executado na próxima década, sempre focado no diálogo sobre leitura crítica da mídia, com estudantes de ensino médio das escolas públicas de Florianópolis e Região Metropolitana.

 

Anúncios