A Associação Brasileira dos Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) divulgou hoje (16) os vencedores do Prêmio Adelmo Genro Filho 2022, e a dissertação de Denise Becker foi apontada como a melhor do Brasil na área. Denise é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC e a pesquisa premiada foi resultado de seu mestrado, defendido em setembro de 2021 com o título “Transparência como valor e prática: contribuições do Projeto Credibilidade para o jornalismo brasileiro“. O trabalho foi orientado pelo professor Rogério Christofoletti, e foi desenvolvido no âmbito do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) do PPGJOR/UFSC.

Denise Becker é a segunda pesquisadora do grupo a vencer a categoria Mestrado no Prêmio Adelmo Genro Filho. Em 2015, foi a vez de Lívia de Souza Vieira. Segundo a comissão avaliadora, 32 dissertações de 20 universidades disputaram o reconhecimento. Denise Becker vai receber o prêmio de melhor dissertação de mestrado em jornalismo do Brasil em novembro, no 20º Encontro Brasileiro de Pesquisadores em Jornalismo, que acontece de 9 a 11 de novembro, em Fortaleza (CE). Ela viaja a convite da organização do evento.

Veja os resultados do Prêmio Adelmo Genro Filho em todas as categorias:

CATEGORIA DOUTORADO

Tese premiada: Jornalistas metrificados e a plataformização do jornalismo
Autora: Janaína Kalsing
Orientação: Ana Cláudia Gruszynski / Coorientação: Marcia Benetti
Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Menção honrosa: Checagem de fatos, transparência pública e atuação política do jornalismo: um estudo comparado sobre os sistemas de mídia de Brasil, Estados Unidos, Alemanha e Itália
Autor: Paulo Ferracioli Silva
Orientação: Francisco Paulo Jamil Almeida Marques
Instituição: Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Menção honrosa: A questão do ‘ser’ no jornalismo: diferença ontológica e sentidos de materialidade em reconfiguração
Autora: Vivian Augustin Eichler
Orientação: Virginia Pradelina da Silveira Fonseca
Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

CATEGORIA MESTRADO

Dissertação premiada: Transparência como valor e prática: contribuições do Projeto Credibilidade para o jornalismo brasileiro
Autora: Denise Bibiano Becker Santos
Orientação: Rogério Christofoletti
Instituição: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Menção honrosa: “Quem cabe no seu todos?” Jornalismo e deficiência visual: um estudo sobre a acessibilidade e usabilidade de notícias em redes digitais
Autora: Carla Tonetto Beraldo Viécili
Orientação: Marcos Silva Palácios
Instituição: Universidade Federal da Bahia (UFBA)

CATEGORIA INICIAÇÃO CIENTÍTICA/TCC

Trabalho premiado: A percepção da ‘presencialidade’ como dimensão de qualidade na produção jornalística
Autora: Ismia Kariny Correia da Silva Costa
Orientação: Edgard Patrício de Almeida Filho
Instituição: Universidade Federal do Ceará (UFC)

Menção honrosa: Newsgames como formato jornalístico imersivo: análise dos recursos de interface, usabilidade e narrativa
Autora: Carolina Goettems de Oliveira Appel
Orientação: Cristiane Lindemann
Instituição: Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)

Menção honrosa: Desertos de notícia e o jornalismo de interior: uma análise de seis cidades interioranas da Região Sul
Autor: Anna Carolina Roque Furlanetto
Orientação: Alciane Nolibos Baccin
Instituição: Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA)

CATEGORIA PESQUISA APLICADA

Trabalho premiado: Jornalismo e big data – Protocolo de Abordagem e suíte de ferramentas de coleta e análise de dados em grandes volumes para jornalistas e pesquisadores
Autor: Márcio Carneiro dos Santos
Instituição: Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

Menção honrosa: Linguagem jornalística autóctone para dispositivos móveis
Autora: Tássia Becker Alexandre
Instituição: Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)

CATEGORIA SÊNIOR:

Pesquisadora premiada: Dione Oliveira Moura (UNB)
(Homenagem referendada pelo Conselho Científico e Diretoria Executiva da SBPJor, por unanimidade)

Publicidade